Blog

FALE COM NOSSOS ATENDENTES

08 de setembro de 2021

Personalização de Carros: Até onde posso ir?


A personalização de carros é bastante comum no Brasil, afinal, para muitas pessoas, os veículos são verdadeiras paixões, sendo tratados como um ente querido.

Entretanto, algo que também é muito recorrente no país é o descumprimento das leis quando o assunto é as modificações feitas nos automóveis. É claro que nem tudo é permitido, porém, a grande maioria das alterações, ou, as mais comuns, já são legalizadas.

Muitas vezes, a não legalização na personalização de carros pode esbarrar nos valores cobrados pela reimpressão dos documentos ou, até mesmo, pela falta de conhecimento sobre a necessidade de agendar uma nova vistoria.


Leia também: Vistoria para transferência: Como funciona?

Pensando nisso, a Isauto Center elaborou um artigo completo com tudo o que você precisa saber sobre a personalização de carros, as leis e o que pode ou não ser feito na hora de deixar o seu veículo mais bonito.

Aconchegue-se bem e seja bem-vindo (a) ao nosso blog.

Boa leitura!

O que é  personalização de carros e como funciona?


Foto: Kaique Rocha/Pexels

Antes de entrarmos no assunto sobre legislação e o que pode ou não ser feito de alterações em um veículo, é de suma importância buscarmos entender o que significa a personalização de carros.

A personalização de carros, ou, também conhecida em alguns estados do Brasil e até mesmo fora do país como car tuning, é um processo que realiza modificações em automóveis para os mais variados fins. Sendo que o mais conhecido é a mudança estética.

Os veículos já são produzidos de fábrica com o que precisam para atender as exigências de um possível comprador. Entretanto, é comum que os proprietários optem por fazer mudanças estéticas nestes automóveis.

Tais mudanças são permitidas, todavia, é muito importante ter em mente o que o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê sobre essas modificações.

Para fazer a personalização de carros, é necessário que o proprietário entre com uma solicitação formal para as autoridades do segmento. Ou, nas palavras do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), na resolução 292/2008, artigo 98: Nenhum proprietário ou responsável poderá, sem prévia autorização da autoridade competente, fazer ou ordenar que sejam feitas no veículo modificações de suas características de fábrica.

Conhecendo as principais personalizações de carros

Agora que entendemos exatamente o que é a personalização de carros, vamos falar sobre as mais conhecidas e que são facilmente encontradas nas ruas do Brasil e, até mesmo, mundo afora.

Confira nossa lista.

 
Foto: Garvin St Villier/Pexels

Alterações na Cor do Veículo

Sim, uma das mudanças mais vistas em veículos é a alteração da cor dele. É normal um proprietário de carro ter cansado da cor de seu automóvel e resolver mudá-la.

As principais formas conhecidas de mudança de cor são: pintura, adesivos e envelopamento. Entretanto, fique atento, pois é permitido que o envelopamento cubra até 50% da lataria do automóvel.

Após a mudança de cor, seja de qual for a forma que você optou, é necessário passar por uma nova vistoria para a reimpressão dos documentos, desta vez, com a cor correta do veículo.

Rebaixamento

Talvez a personalização de carros mais comum é o rebaixamento. Para isso, é necessário fazer uma mudança no sistema de suspensão do veículo.

Ainda mais comum do que essa customização é a não legalização dela por parte do proprietário. Entretanto, é extremamente importante que isso seja feito, uma vez que o veículo pode acabar sendo apreendido caso não seja feita uma nova vistoria de aprovação da modificação.

Todavia, fique atento às normas de rebaixamento de automóveis. O carro não pode ficar a menos de 10 centímetros do chão e as rodas e pneus não podem ficar batendo em nenhuma parte da lataria.

Som Automotivo

Juntamente com o rebaixamento, a escolha por um novo som automotivo está entre as atividades preferidas daqueles que amam fazer a personalização de carros. Porém, aqui, também entram muitas das irregularidades que acabam culminando com a apreensão dos veículos.

O som não pode ocupar o porta-malas de forma completa e nem os bancos traseiros, algo que é bastante comum de ser visto. Outro ponto de igual importância é sobre o respeito e uso das vias públicas, onde o barulho não pode passar de 80 decibéis.

Caso o veículo não esteja dentro das conformidades, o condutor levará uma multa e poderá até mesmo ter seu automóvel retido.

Alterações no Combustível

Atualmente, a grande maioria dos carros que têm saído de fábrica são flexx, ou seja, podem receber tanto gasolina como etanol. Entretanto, é normal encontrarmos condutores que mudem o sistema de combustível do veículo para o Gás Natural Veicular (GNV).

Tal mudança é permitida, porém, é necessário que o kit gás esteja de acordo com todas as exigências do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

O veículo passará por uma autorização de um inspetor do Inmetro e, posteriormente, será necessário fazer a reimpressão dos documentos com o novo sistema de combustível.

Rodas e Pneus

Outra personalização queridinha dos amantes de veículos é a mudança das rodas e pneus, principalmente para deixar o veículo com um ar mais esportivo. Essa é outra das modificações permitidas, porém, é importante estar bem atento com o que é e não permitido.

As rodas podem ser modificadas desde que não ultrapassem os limites externos do para-lama. Já os pneus não podem aumentar e nem diminuir o diâmetro externo deles. Em outras palavras, toda vez que o ar for aumentado, é importante ficar atento para não passar da proporção original.

O que acontece se não cumprir as regras de personalização de carros?

Antes de abordarmos da forma mais clara o que pode ocorrer quando as regras de personalização de carros não forem cumpridas, é importante termos em mente como funciona o passo a passo para as alterações feitas nos automóveis.

O primeiro passo é procurar o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), com o documento do veículo para solicitar as alterações.

O segundo passo é realizar todas as modificações seguindo o que foi aprovado pelo Detran.

Leia também: Chega de confundir os tipos de freios, entenda de uma vez por todas!

O terceiro passo é após as modificações serem feitas é necessário procurar a Instituição Técnica Licenciada (ITL) para conseguir o Certificado de Segurança Veicular (CSV).

Por fim, o quarto passo é pegar o CSV e retornar no Detran para solicitar os novos documentos do veículo.

Caso esse passo a passo não seja seguido, é importante ter em mente que você poderá receber multas por cada modificação não aprovada previamente, além, claro, de ter o veículo apreendido. 

Afinal, além de trazer riscos para você (condutor) as demais pessoas que transitam pela rua também podem estar em perigo dependendo das alterações feitas.

Conclusão

Ter em mente o que é permitido ou não por lei para a personalização de carros é muito importante para não acabar caindo em uma enrascada como multas e até mesmo a apreensão de carros.

Caso a sua modificação seja a troca de rodas e pneus, passe na Isauto Center, possuímos os pneus das principais marcas do mercado e rodas de todos os aros.

Presente no mercado há mais de duas décadas, a Isauto é referência em serviços automotivos em Caxias do Sul. Com equipamentos modernos, e duas lojas, além de uma equipe extremamente qualificada, a Isauto é sinônimo de segurança

Entre em contato conosco através do nosso site clicando aqui e peça já um orçamento.

Se preferir, nos chame no WhatsApp (54) 99909-8569.

Topo